DICAS DE FERNANDO DE NORONHA

Ir pra Fernando de Noronha é sempre muito fácil e sempre muito lindo, mas existem algumas dicas que ninguém conta e que fazem toda diferença pra quem escolhe este destino. O Guia Mais Noronha separou algumas dessas dicas pra você.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE CHEGAR

1.

Parece balela, mas programem- se antes. Claro que tem gente que prefere deixar todo o tempo livre aqui pra resolver na hora, mas a ilha recebe muita gente, muitos voos extras e isso realmente compromete a visitação de alguns atrativos ou passeios. Lembrem-se que em Noronha, a demande é SEMPRE maior que a oferta, e o planejamento faz muita diferença.

2.

Adiantem o pagamento da TPA. Quando o avião pousa aqui, a fila da imigração se divide entre quem tem o pagamento feito e quem não tem. Adiantar o pagamento normalmente a fila é menor. Ou venham pelo menos com voucher preenchido, assim não precisa perder a fila enquanto preenche. Clique aqui para efetuar o pagamento.

3.

Se por um acaso você resolver ficar menos dias na ilha, terá direito ao reembolso desse dia de taxa paga. O mesmo acontece para quem deseja ficar um período a mais. Basta procurar o balcão da TPA no aeroporto e acertar as taxas devidas antes de embarcar.

4.

Se por um acaso você resolver ficar menos dias na ilha, terá direito ao reembolso desse dia de taxa paga. O mesmo acontece para quem deseja ficar um período a mais. Basta procurar o balcão da TPA no aeroporto e acertar as taxas devidas antes de embarcar.

5.

Da mesma forma que a TPA, também é possível comprar o ingresso do PARNAMAR (Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha) antecipado através do site do ICMBio, clique aqui para acessá-lo. Ao chegar na ilha, você troca o voucher adquirido pelo site por um ingresso plástico, que pode ser usado para acessar as praias localizadas na área do Parque Nacional ou para o agendamento de trilhas. Reza a lenda que se você guardar o seu ingresso do Parque Nacional, na próxima visita tem um desconto de R$ 5,00 ou R$ 10,00.

6.

Ao pousar na ilha, coloque imediatamente o seu relógio no horário local, e mude seu celular para o modo “manual” de configuração de hora. Isso porque se deixar no modo automático, toda 00h, ele voltará para o horário de Recife, e você vai perder a hora.

7.

Assim que você der entrada no sistema do setor migratório de Fernando de Noronha, eles te darão um "Guia da Pousada". Um pedaço de papel pequeno e que todo mundo diz que perdeu quando chega na pousada. Mas ATENÇÂO, esse papel precisa ser entregue na primeira pousada que irá se hospedar. Caso fique em duas pousadas diferentes durante a estadia, basta avisar a segunda pousada que o papel já foi entregue na primeira. Esse controle é importante porque ao final de cada mês cada pousada é responsável por levar esse documento até o setor migratório para a conta bater.

QUANDO VISITAR FERNANDO DE NORONHA

1.

Se puder escolher o período pra estar na ilha, procure sempre estar aqui quando a maré estiver baixa. Tem uma infinidade de coisas pra fazer na maré seca, porque formam-se piscinas naturais em várias praias, como Boldró, Praia do Meio, Praia do Leão... E também é possível chegar nas piscinas naturais com mais facilidade.

2.

Aqui na ilha só temos duas estações do ano: seca e chuvosa. O período seco vai de setembro até março (alta temporada) e o chuvoso de abril até agosto (baixa temporada).

3.

Durante a alta temporada (de setembro até março), Fernando de Noronha recebe um número muito maior de turistas do que a ilha comporta. Então prepare-se para pegar filas.

4.

O mar mais calmo de Noronha acontece em setembro e outubro. Já o período de mar agitado, vai de janeiro a março. De abril a agosto é o período de chuvas. Geralmente são chuvas rápidas e espaçadas que não chegam a atrapalhar os passeios, mas os fenômenos da natureza são imprevisíveis.

5.

Existe um fenômeno natural chamado swell que quando chega na ilha muda a programação de muita gente. Trata-se de uma tempestade que ocorre em alto mar, que traz umas ondas viajantes pra ilha, e estas chegam com intensidade, alterando a calmaria e a visibilidade do mar. A parte ruim, é que embora ele seja previsível, só é possível prevê-lo alguns dias antes, então até pegar um swell na ilha torna-se parte da experiência.

6.

Nunca confie na previsão do tempo daqui porque nenhuma delas acerta! Estamos numa ilha oceânica e os ventos mudam a todo instante, trazendo ou levando sol ou chuva, então não sofra por antecipação e aproveite a ilha mesmo com chuva.

SUGESTÕES PARA O PERÍODO DE CHUVAS

1.

No período de chuvas, a Praia do Sancho tem um atrativo a mais: a Cachoeira que se forma no topo do penhasco. Bem fácil de chegar, pegando a esquerda quando descer as escadas, já dá pra avistá-la perfeitamente, é só seguir caminhando até o segundo coqueiro que tem uma trilha pra entrar na mata e chegar até ela.

2.

Sugestões para o período de chuvas:

 

Mergulho de cilindro: geralmente as chuvas ficam apenas na parte superficial, havendo uma infinidade de vida marinha por baixo.

 

Piscina da Atalaia: embora seja difícil descer a trilha quando chove, por conta da lama escorregadia, não sei porque motivo, a chuva tira alguns animais das tocas e é muito fácil ver moreias e polvos na piscina quando chove.

 

Massagem: existem massagistas ótimas que atendem nas pousadas. Cachoeira: aproveite essa experiência que só acontece nessa época do ano.

Tome chuva: aproveite que no continente não fazemos isso com frequência e vá pra praia com chuva mesmo!

 

Caso esteja de buggy no período de chuvas, não esqueça de colocar os bancos para frente, sobre o volante pra que não empoce água.

3.

Caso esteja de buggy no período de chuvas, não esqueça de colocar os bancos para frente, sobre o volante pra que não empoce água.

DICAS DE FERNANDO DE NORONHA

1.

A ilha inteira possui voltagem 220v e quase nenhuma pousada possui transformador, então deixe qualquer item 110v em casa.

2.

Só existem 2 bancos aqui: uma agência do Santander e uma agência do Bradesco. No aeroporto tem um Caixa 24h, mas como o número de visitantes é grande, nem sempre tem dinheiro na máquina.

3.

A maioria dos estabelecimentos hoje em dia já aceitam cartão de crédito, mas tragam dinheiro também, porque tem lugares que não aceitam (principalmente na beira da praia) e tem lugares que o sinal é fraco pra funcionar as maquinetas de cartão.

4.

A água na ilha é cara. A água mineral mais barata é a da Cacimba do Padre, que é tratada aqui mesmo. Mas ela tem um alto teor de sódio, ruim para quem tem pressão alta e tendência a pedra nos rins.

5.

Tragam repelente, as muriçocas e maruins atacam aqui durante o pôr do Sol (das 17h às 19h).

6.

Trazer gopro é uma ótima! Se não tiver, existem empresas que alugam aqui.

7.

Os que pretendem fazer trilhas, tragam tênis. Estamos numa ilha vulcânica e muitas trilhas são sobre pedras vulcânicas.

8.

Lembrem-se que as trilhas para as piscinas naturais precisam de agendamento antecipado e muitas vezes é obrigatório um condutor. A visitação às piscinas naturais não é feita na hora que o visitante pode. No agendamento, eles irão te mostrar as disponibilidades e você escolhe a que melhor se encaixa no seu roteiro. Elas abrem duas horas antes e fecham duas horas depois do pico da maré baixa, então, atentem-se para a tábua de marés clicando aqui

9.

O agendamento é feito diariamente a partir das 15h30 no Centro de Agendamento do ICMBio na Vila do Boldró. Para agendar, é necessário estar no local do agendamento às 15h30 para coletar uma senha. E depois é preciso retornar às 17h, quando começam a chamar as senhas para oferecer as disponibilidades dos próximos dias. É possível fazer o agendamento para os 06 dias subsequentes da data do agendamento.

10.

As trilhas que são obrigatórios os guias são estas:

Atalaia Longa (Pontinha / Caiairas)

Capim-Açú

Morró São José com maré de amplitude acima de 0.3 (veja aqui a tábua de marés)

11.

Existem outras opções de trilhas que não precisam de agendamento e são ótimas opções, mas é aconselhável fazer com condutor credenciado por conta do risco. São elas: Buraco do Galego, Lasca da Velha, Piscina do Morro de Fora e trilha do Piquinho.

12.

A gasolina custa mais de R$ 7,00 o litro e recomenda-se que abasteça uma média de 10 litros por dia. Só tem um posto na ilha que funciona das 07h às 19h diariamente e das 07h às 17h aos sábados e domingos.

13.

Se tiverem equipamento de mergulho, tipo máscara, snorkell, nadadeiras e coletes, tragam. Porque se usa em quase todas as praias e em algumas é obrigatório. Caso não tenham, vão pagar R$ 10,00 por dia por item.

14.

Pra descer na Praia do Sancho, é preciso descer 255 degraus (isso mesmo, já contamos) por uma escada no meio de uma fenda de rochas. São 40 degraus em década de bombeiro e o restante de escada normal tipo trilha, moldada na própria pedra.

15.

Quando chegar no Sancho, visite os mirantes primeiro e depois desça. Na alta temporada existem horários restritos para subida e descida, então fiquem atentos.

16.

Das operadoras, a TIM funciona melhor, depois Claro. Oi e Vivo são "quase" mortas!

17.

Como opções para o pôr do Sol temos:

Bar do Cachorro

Bar do Meio

Bar do Duda Rei

Fortinho do Boldró

Restaurante Mergulhão

Capelinha de São Pedro

Fortinho Nossa Senhora dos Remédios

Pedra do Bode

18.

No mês de novembro, o pôr do Sol visto do Fortinho do Boldró acontece exatamente no meio do Morro Dois Irmãos. Realmente um privilégio para quem visita a ilha nesta época do ano.

19.

Alugar um buggy dá uma certa autonomia e flexibilidade ao passeio. Se o seu orçamento permitir, alugue um buggy clicando aqui.

20.

Se alugar um buggy, dê caronas! Os moradores dependem do transporte coletivo da ilha, e muitas vezes eles atrasam ou param de funcionar, então façam essa gentileza.

21.

Existem dois ônibus na ilha que circulam de ponta a ponta da BR 363 (que tem apenas 7km de extensão). O primeiro ônibus sai às 07h da manhã (um sai do Porto Santo Antônio e outro sai do Sueste) e eles se cruzam na ilha a cada 30 minutos, sendo o último às 22h30.

22.

Nunca ultrapasse as cercas e grades das encostas para tirar fotos, já perdemos algumas árvores significativas e fundamentais para a beleza de Fernando de Noronha por causa de pessoas que não respeitam as regras.

23.

Não moleste nem encurrale os animais, lembre-se que estamos no ambiente deles.

24.

Nunca ultrapasse as cercas e grades das encostas para tirar fotos, já perdemos algumas árvores significativas e fundamentais para a beleza de Fernando de Noronha por causa de pessoas que não respeitam as regras.

25.

Nem pense em deixar a ilha levando algo daqui. No aeroporto, na saída, próximo ao raio-x tem uma daquelas urnas de acrílico (aquelas cheias de pinça, cortador de unha, alicate dos aeroportos). Pois bem, em Noronha essa urna é cheia de conchas e pedras que o pessoal do raio-x pega na mala das pessoas e são detectadas. Não passe essa vergonha.

26.

Lembra do ingresso do Parque Nacional que citamos lá encima? No aeroporto existe um "Papa-cartão" pra você picotá-lo e enviá-lo para reciclagem ao invés de jogar no lixo normal.

27.

Existe uma única empresa de taxi na ilha, que funciona 24h. Diferente do continente, os taxistas não param na rua quando você dá o sinal. É necessário ligar na sede da Nortaxi toda vez que precisar de um, e eles irão ao seu encontro. Para ligar na central, clique aqui 

© 2015 por MABUYA DIGITAL. Todos os direitos reservados.

Quem somos

 

Serviços:

Gastronomia

Hospedagem

Passeios

Lojas

Outros serviços

Dicas importantes

Como anunciar

Contato